Cogumelo: o novo produto para criação do couro vegano

O mercado da moda está empenhado para substituir tecidos poluentes no meio ambiente. Grandes marcas e Estilistas estão dando visibilidade à causa Sustentável e criadores e cientistas pensam em materiais para realizar a substituição. A empresa italiana Grado Zero Espace encontrou no Cogumelo um novo material para a fabricação de couro.

Imagem: Revista SALT

O couro Muskin é produzido à partir da extração do topo do cogumelo e passa por um “bronzeamento”, sem nenhum produto químico, para deixar a identidade do produto final mais semelhante aos tecidos já existentes. Segundo a Grado Zero, o novo tecido é 100% biodegradável, sua de composição é mais rápida e não deixa resíduos no meio ambiente, o que faz dele um produto perfeito para entrar em contato com a nossa pele.
A sua estética é incrível, é muito parecido com o tecido camurça (ou Suede), mas, segundo o fabricante, é muito mais suave do que esse material. Além disso, ele é transpirável, flexível, à prova de água e capaz de impedir a proliferação de bactérias.

Imagem: Criação da Grado Zero/Revista SALT

Apesar dos esforços, o maior desafio os materiais ecológicos na moda é a entrega de produtos ecológicos sem o preço abusivo, produção em grande escala ou marketing com informações incorretas. As criações provenientes do cogumelo, abacaxi, plásticos e outros materiais esbarram no consumo desenfreado e na necessidade de fabricação em grande escala.
A Itália é o país mais expressivo da moda, grande parte dos debates sustentáveis estão acontecendo por lá. Com a união de estilistas e empresas, logo será possível encontrar as novas opções de tecidos em grifes e em lojas de média produção, é o momento de pesquisa para produtos que, daqui alguns anos, mudará o consumo do mercado fashion.

Jornalista. Apaixonada por beleza, moda, política E redes sociais, acredita na moda como meio de informação e transformação do ser humano.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.