A moda e o feminismo

O encontro entre a moda e o feminismo

Todo mundo conhece moda. Isso porque ela existe desde os primórdios da sociedade, quando as pessoas começaram a andar por aí vestidas, e assim, foram surgindo peças que aos poucos, começaram a fazer sucesso e assim a tendência foi se criando.

Além de moda, hoje em dia, ainda que nem todo mundo conheça, mas pelo menos já ouviu falar em feminismo.

E é de conhecimento geral também que moda e feminismo se encontram em um determinado ponto. Mas, afinal, como se deu esse encontro? Bom, é disso que vamos falar aqui!

  • O uso da calça

Nem sempre as mulheres foram livres para usar aquilo que queriam. Você se lembra das vestimentas na Idade Média, por exemplo?

O corpo de uma mulher era completamente envolto por um corpete, cuja intenção era deixar a cintura o mais fina possível, e por metros e metros de panos.

Imagem: Acorda, Bonita!

Foi assim durante muito tempo. E sabe a calça jeans, legging ou social que as mulheres usam atualmente? Bom, isso foi uma queda de padrões e tanto, porque até então, só os homens usavam calças.

A precursora dessa mudança foi Coco Chanel, que em meados dos anos 20 lançou a primeira calça feminina.

  • O primeiro smoking

Se era estranho que uma mulher usasse calças antigamente, imagine um smoking. Mas, graças a Yves Saint Laurent isso foi possível, porque em 1966 ele lançou o primeiro smoking feminino, que era adequado à silhueta de uma mulher, mas sem perder as características que esse look tem.

Imagem: Cultura Mix

Hoje, olhamos nas ruas mulheres vestindo camisetas e calças compridas como se isso fosse a coisa mais normal do mundo.

E de fato, atualmente é, mas um dia isso já foi muito criticado pela sociedade. Apesar do feminismo ter ganhado espaço, ainda temos pessoas que julgam uma mulher pelo comprimento da sua saia.

Antigamente, esse julgamento era feito a partir de uma mulher em 1910, por exemplo, que se atrevesse a colocar uma calça comprida.

Percebe como isso não faz o menor sentido? As mulheres, assim como homens também são livres para vestir aquilo que quiserem, mas quando o assunto é feminismo, a moda tem uma grande participação nessa luta.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.